Serviços

PROMOÇÕES DE RETORNO PARA O GALEÃO A PARTIR DOS BAIRROS LISTADOS (SOMENTE PARA PAGAMENTOS EM DINHEIRO)
Centro Grajaú Rio Comprido Tijuca Vila Isabel R$ 45,
Arpoador Botafogo Catete Copacabana Flamengo Gávea Ipanema R$ 50,
Jd. Botânico Lagoa Laranjeiras Leblon Leme Sta. Teresa Urca
Barra Jacarepaguá Recreio R$ 73,
+pedágio

Pagamentos com cartões de débito e crédito à bordo.

Wi-Fi grátis à bordo.

Informações

Tarifas do táxi convencional do Município do Rio de Janeiro em 2016:

Bandeirada:

R$   5,40

Km rodado bandeira 1:

R$   2,30

Km rodado bandeira 2:

R$   2,76

Hora parada:

R$ 28,98

R$   2,30

Volume transportado:

Como solicitar seu táxi na Aerocoop:

Internet

www.aerocoop.com.br

WhatsApp

+55 21 96487.5555

Central de Atendimento

+55 21 3078.5050

Aplicativo Android

Aerocoop na Google Play

Aplicativo iOS

Aerocoop na Apple Store

De acordo com o Regulamento do Serviço de Transporte Individual de passageiros em Veículos de Aluguel a Taxímetro:

Art. 7º. Constituem deveres dos Taxistas Autônomos e Taxistas Auxiliares, no exercício da prestação do Serviço de Táxi, em qualquer de suas modalidades e sem prejuízo da regulamentação complementar a ser expedida pela SMTR e pelas demais autoridades de trânsito:

   e) aceitar sempre as corridas, com exceção dos seguintes casos:

  1. em casos de calamidade pública;
  2. quando o usuário portar animais que não estejam acondicionados, exceto o cão-guia;
  3. quando o destino for a área reconhecidamente de risco;
  4. quando o usuário portar bagagem capaz de danificar o veículo ou que exceda as dimensões do porta-malas;

 

Art. 31º. A tarifa é organizada de forma que todo o serviço seja cobrado mediante aprovação de valores oficiais pelo poder público municipal, podendo ser cobrada mediante aferição do taxímetro, tabela pré-fixada ou tabela horária.

  1. A tabela pré-fixada somente poderá ser utilizada em pontos autorizados pelo poder público municipal.
  2. Todas as formas de cobrança deverão ter, por base de cálculo para sua autorização, o uso do taxímetro.

 

Art. 32º. O usuário deverá pagar o pedágio, quando esse optar por trajetos em que essa cobrança seja devida.

 

Art. 35º. A “tarifa II” poderá ser cobrada nas seguintes hipóteses:

  1. remuneração por serviço noturno das 21h até 06h;
  2. remuneração por serviço nos dias de domingo e feriados;
  3. remuneração por serviço em dias de festividades, eventos, feriados prolongados e meses de férias, mediante autorização expressa do poder público municipal;
  4. remuneração por serviço em zonas de subidas íngremes e prolongadas;

 

Art. 39º. O veículo é obrigado a fazer o transporte da bagagem do passageiro, desde que as suas dimensões, natureza e peso, não prejudiquem a conservação do veículo, respeitando o Código de Trânsito Brasileiro, devendo acomodar para o usuário a bagagem e podendo cobrar o valor da “tarifa I” do convencional, conforme Art. 34, pelos volumes que excedam a 30 cm X 60 cm.

 

 

Empresa

A Aerocoop é uma cooperativa de referência no mercado de táxis do Rio de Janeiro. Dispõe em sua sede própria, uma moderna central de atendimento 24 horas, com sistema de agendamento e despacho de corridas através de aplicativo próprio, o que permite maior confiabilidade e pontualidade aos atendimentos, além de toda uma estrutura administrativa e financeira, contábil e jurídica, capaz de se adequar as constantes variações que compõe o cenário empresarial brasileiro.

No Aeroporto do Galeão, a Aerocoop dispõe de equipes capazes de gerir o atendimento 24 horas, orientando e encaminhando os clientes ao embarque nos táxis, além dos balcões de atendimento capazes de agenciar corridas com valores fixos, pré-definidos pela prefeitura do Rio de Janeiro, tornando mais transparente e confiável ao cliente, que mesmo antes de embarcar em um táxi, tem o conhecimento do custo da corrida até seu destino.

A cooperativa dispõe de uma frota de 355 veículos associados que compõem a parceria Play Táxi totalizando mais de 4.000 veículos, todos integrados por um sistema de comunicação e despacho de corridas “on-line”. Todos os veículos da Aerocoop possuem tecnologia para recebimento de corridas através de cartões de débito e crédito, além da disponibilidade gratuita do serviço de wi-fi à bordo.

Transporte de passageiros com conforto e segurança, esse foi e sempre será o principal objetivo da Aerocoop.

História

A história da Aerocoop se confunde com a história do Aeroporto do Galeão, onde inicialmente um grupo de taxistas trabalhava transportando passageiros no antigo aeroporto do Galeão (Galeão velho).

Em determinado momento da história, aquele grupo de taxistas iniciou o atendimento de transporte aos funcionários das obras de construção do novo aeroporto à época e posteriormente no recém inaugurado Aeroporto Internacional do Galeão (AIRJ).

Alguns anos se passaram e houve a necessidade de promover melhorias no atendimento aos clientes e ao próprio grupo de taxistas, após diversas reuniões com a ARSA, empresa que administrava o aeroporto, concluiu-se que seria fundamental a formalização e profissionalização do serviço de táxi, instituindo uma cooperativa de táxi convencional.

A Aerocoop foi fundada no dia 10 de Março de 1987 em uma reunião em um sítio na baixada fluminense, onde se encontravam 60 taxistas. Inicialmente a cooperativa não possuía uma sede, desta forma as reuniões e demais atividades eram efetuadas no domicílio do primeiro presidente da cooperativa, no bairro de Jardim América, RJ.

Após alguns meses a sede da cooperativa passou a funcionar na Rua Gil Graffe, no bairro de Higienópolis, RJ, onde foi inaugurada a Central de Radiofonia  com a presença do Secretário de Transportes da época, Sr. Miguel Bauri.

Com o aumento da estrutura, houve aumento na demanda, desta forma tornou-se necessário o aumento da frota, que cresceu de 60 para 105 veículos.

Inicialmente havia plantões entre os próprios motoristas (cooperados) que operavam a central de radiofonia e atendimento em escalas de revezamentos, porém, havia um constante crescimento na demanda por táxis e os motoristas tiveram a necessidade de deixar de operar na cooperativa e voltar a dirigir, desta forma a Aerocoop iniciou uma série de seleções e contratações de funcionários para atuar nas áreas administrativa, financeira e operacional, dando início a uma estrutura empresarial.

Houve a necessidade de ocupar maiores instalações, então a sede da cooperativa foi transferida para a Rua Tambaú, 211, Ramos, RJ. A Aerocoop inovou seu sistema de radiofonia, evoluindo de um sistema amador para um sistema profissional, no qual se tornou possível pela central de radiofonia a comunicação com identificação do veículo e seus dados através de tecnologia de ponta disponível na época.

Com o passar dos anos a Aerocoop se estruturou mais e pôde oferecer diversos benefícios aos seus cooperados. Houve novamente a necessidade de aumento de sua frota para 130 veículos. Com mais recursos financeiros houve então a possibilidade de compra de um prédio, situado à Estrada Engenho da Pedra, 230, Ramos, RJ, que foi rateado entre os cooperados por um determinado período. As instalações da Aerocoop, com toda a sua infra-estrutura administrativa, financeira e parte operacional foram transferidas para este endereço.

Com o crescimento e estruturação da cooperativa, todas as empresas aéreas que operavam no Aeroporto Internacional do Galeão naquela época, já eram atendidas pela Aerocoop.

Em 2010, a cooperativa teve a oportunidade de participar de uma licitação promovida pela Infraero, empresa administradora do aeroporto à época, para operar o serviço de táxis convencionais credenciados no Aeroporto Internacional do Galeão. A licitação foi vencida pela Aerocoop e novos padrões foram estabelecidos, com balcões de atendimento nos saguões praticando a modalidade de corridas com valores pré-estabelecidos pela Prefeitura do Rio de Janeiro, desta forma, os passageiros já teriam conhecimento dos valores mesmo antes de efetuar as corridas.

A Aerocoop, ao longo desses anos, percebeu a necessidade de possuir em sua frota veículos com maior capacidade de bagagens. Houve substituições por esses veículos na frota e com isso a Aerocoop pôde atender com excelência, milhares de passageiros, participantes da Jornada Mundial da Juventude da Igreja Católica que desembarcaram no Aeroporto Internacional do Galeão.

A Aerocoop transportou em 2014 milhares de passageiros oriundos de diversos lugares do mundo, público para a Copa das Confederações de Futebol e a Copa do Mundo de Futebol, que desembarcou no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Galeão com destino a diversos estados do país.

A Aerocoop implantou um sistema de despacho de corridas on-line, através de aplicativo executado em PDAs a bordo dos veículos. A central de radiofonia foi desativada, onde evoluiu para uma Central de Atendimento, com sistemas de despacho e localização dos veículos através de sinal de GPS e internet.

Em 2014 o Aeroporto Internacional do Galeão foi privatizado e passou por uma série de obras, reformulações e melhorias efetuadas pela nova concessionária.

No início de 2015 a Aerocoop deixou de operar no terminal 1 de passageiros do Aeroporto do Galeão, devido a entrada de uma empresa de táxis que ali passou a operar, causando uma manifestação pró Aerocoop por parte de todas as cooperativas de taxis do Rio de Janeiro.

No mesmo ano houve uma manifestação pacífica reunindo milhares de taxistas de todo o Brasil no Aterro do Flamengo, contra aplicativos que utilizam carros particulares para efetuar transporte remunerado de passageiros. A participação da Aerocoop foi fundamental neste movimento da categoria.

Para melhorar a possibilidade de comunicação com a central de atendimentos, a Aerocoop disponibilizou solicitações através do aplicativo WhatsApp.

A Aerocoop lançou seu aplicativo próprio para solicitações de taxis através do celular do próprio cliente em qualquer lugar onde ele estivesse. Sem a necessidade de efetuar chamadas telefônicas.

Em 2015 a Aerocoop foi pioneira em disponibilização de wi-fi gratuito para os passageiros à bordo de seus veículos.

No mesmo ano de 2015 a Aerocoop inovou mais uma vez equipando toda sua frota com equipamentos para recebimentos por cartões de débito e crédito nos próprios veículos, pelo próprio motorista.

Devido ao constante trânsito do Rio de Janeiro, repleto de obras públicas e congestionamentos, a mobilidade urbana tornou-se cada vez mais comprometida, levando a Aerocoop em 2015, a reunir-se com outras grandes cooperativas, a fim de efetuar apoio simultâneo nas possíveis faltas de táxis nos locais de embarque e desembarque das cooperativas deste grupo, através da integração de seus sistemas de despacho de corridas em uma padronização chamada Play Táxi.

Em 2016 a Aerocoop assumiu novamente as operações de táxis no terminal 1 do Aeroporto Internacional do Galeão, descartando a empresa de táxis que ali operava, trazendo de volta a ordem e o bom atendimento prestado aos passageiros e às empresas aéreas que operavam neste terminal.

A Aerocoop transportou em 2016 milhares de passageiros oriundos de diversos países do mundo, que desembarcaram no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Galeão, com destino às Olimpíadas e Paralimpíadas.

Contatos

Central de atendimentos

+55 21 3078 5050

 

+55 21 96487 5555

Administração

+55 21 3078 5051

 

correio@aerocoop.com.br

Estrada do Engenho da Pedra, 230 - Ramos.

Rio de Janeiro / RJ - 21.031-030

Submitting Form...

The server encountered an error.

Form received.

Aerocoop - Todos os direitos reservados 2016 ® desenvolvimento

Smartsis.